Mestrado Profissional em Economia

         
             

:: O CURSO
O Mestrado Profissional em Economia é um curso stricto sensu da Escola de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV EESP) autorizado pela CAPES.

:: OBJETIVO
Proporcionar uma sólida formação analítica e quantitativa aos profissionais do mercado. A abordagem dos temas teóricos é rigorosa e se concentra no estudo das bases conceituais necessárias à compreensão aprofundada dos problemas que os profissionais enfrentam em suas áreas de atuação.

Dessa forma, o curso supre as necessidades presentes e futuras desses profissionais no mercado de trabalho.

:: CERTIFICADO
Proporciona ao aluno um título de Mestre. O aluno habilita-se a lecionar em cursos de graduação em Economia e Administração de Empresas.
 

:: NOVAS ÊNFASES

INÍCIO NO 2º SEMESTRE DE 2018

MACROECONOMIA POLÍTICA
Esta ênfase do curso possui como objetivo oferecer um arcabouço teórico e aplicado para tratar a questão de como a política afeta a economia, que é complexa devido sua a abrangência, porém conta com o ferramental analítico-quantitativo que a ciência econômica vem desenvolvendo. É uma área que interaciona Economia, Política e Direito.  A economia política estuda a relação entre indivíduos e sociedade, entre Mercado e Estado. Esta ênfase permite que seu participante tenha condições de refletir sobre esse tema tanto do ponto de vista positivo, quanto do normativo. Do ponto de vista positivo, será discutido como as restrições políticas que nascem do conflito de interesses podem explicar as escolhas coletivas de políticas e resultados subótimos do ponto de vista econômico. Além disso, a visão normativa discutirá como uma sociedade com restrições políticas dadas, pode atingir objetivos econômicos específicos, que envolve o projeto de melhorar instituições para atingir resultados socioeconômicos como crescimento econômico, Estado eficiente na provisão dos serviços públicos e o respeito ao Estado de Direito.

Disciplinas obrigatórias específicas da área: Macroeconomia Política; Análise de Política Brasileira; Economia Institucional e Regulatória.
Disciplinas eletivas: Finanças Públicas; Crescimento Econômico; Escolhas Coletivas e Regras Eleitorais, etc.

FINANÇAS COMPORTAMENTAIS
Esta ênfase do curso possui como objetivo discutir como incorporar nos modelos econômicos e financeiros os vieses comportamentais documentados em estudos de psicologia, que os agentes econômicos frequentemente apresentam em suas tomadas de decisões, e que não seriam compatíveis com as premissas dos modelos baseados em racionalidade do comportamento. A ênfase abordará modelos comportamentais teóricos e aplicados às decisões individuais, do mercado, e das políticas públicas, bem como o debate sobre a pesquisa psicológica sobre comportamento iniciada por Kahneman e Tversky, e as evidências empíricas encontradas nos mercados financeiro e de capitais, que afetam o apreçamento de ativos e bens, a constatação de efeitos calendários, dentre outros.

Disciplinas obrigatórias específicas da área: Finanças Comportamentais; Economia Comportamental; Macroeconomia Comportamental.
Disciplinas eletivas: Métodos Empíricos Aplicados às Finanças Comportamentais; Finanças Comportamentais Avançadas; Microeconomia Comportamental, etc.


INÍCIO NO 1º SEMESTRE DE 2019

POLÍTICA ECONÔMICA
Esta ênfase do curso tem como objetivo proporcionar uma visão teórica e aplicada dos principais eixos de política econômica, com foco em aspectos macroeconômicos. A ênfase transita de forma harmônica em torno dos principais instrumentais analítico-quantitativos para a compreensão dos aspectos fundamentais associados às estratégias e vetores condicionantes da política econômica. Sob essa perspectiva, a ênfase abordará os elementos essenciais relativos à política monetária, política fiscal e política cambial, tanto no âmbito integrado quanto específico. A partir disso, o participante terá plenas condições de construir, avaliar e propor estratégias de política econômica fundamentadas em sólida formação teórica aplicada, com amplo uso de modelagem matemática e econométrica.

Disciplinas obrigatórias específicas da área: Política Monetária; Política Fiscal; Política Cambial.
Disciplinas eletivas: Economia Brasileira; Política de Crescimento; Globalização (Comércio), etc.

:: ENCONTROS COM A COORDENAÇÃO

A Escola de Economia disponibiliza as datas e horários dos Encontros com os Coordenadores. Confira as datas abaixo e inscreva-se para o evento.

  • aguarde novas datas

O Programa de Mestrado Profissional em Economia possui nota máxima 5 da CAPES/MEC desde 2007.

 

 

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede