STF REVOGA DECISÃO CONTRA A FGV 

A FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS informa a seus professores, pesquisadores, consultores, colaboradores e alunos, que compõem a comunidade FGV, que o Supremo Tribunal Federal revogou a decisão do juiz substituto da 3ª Vara Federal do Rio de Janeiro, que determinou busca e apreensão de bens nas sedes da Fundação, no Rio de Janeiro e em São Paulo. O STF determinou, ainda, a suspensão de todos os procedimentos que geraram tal decisão, por considerar que ofendem entendimentos anteriores do próprio Supremo Tribunal Federal e que, em virtude disso, sejam oficiadas as "Corregedorias do Conselho Nacional de Justiça e do Conselho Nacional do Ministério Público, tendo em vista o reiterado descumprimento de decisões proferidas por esta Corte na matéria sob exame".

A FGV reitera, uma vez mais, a sua absoluta confiança nos poderes constituídos e na figura do Supremo Tribunal Federal, como defensor máximo da liberdade e do estado democrático de direito, pilares básicos da Constituição Federal de 1988.

A FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS segue firme e inabalável em sua missão de contribuir com o desenvolvimento do Brasil e não medirá esforços para repelir e combater qualquer ato que coloque em risco ou vise macular sua imagem, construída ao longo dos últimos 75 anos com o denodo e a qualificação técnica que, hoje, a destacam como 3ª think tank do mundo e, há mais de 10 anos, como a mais respeitada instituição da américa latina em sua área de atuação.

Receba as notícias da FGV EESP

A A A
Alto contraste

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação e utiliza tecnologias como cookies para armazená-las e permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para mais informações, acesse o nosso Aviso de Cookies e o nosso Aviso de Privacidade.